Governo de AL envia à Assembleia projeto do plano de cargos da Educação

Projeto do PCCS concede um aumento médio de 40% no salário inicial dos profissionais da rede pública do estado.

O governo de Alagoas informou que enviou à Assembleia Legislativa do Estado (ALE) nesta sexta-feira (15) o Plano de Cargos, Carreira e Subsídios (PCCS) dos servidores da Educação.

O projeto enviado concede um aumento médio de 40% no salário inicial dos profissionais da rede pública e, segundo o governo, beneficiará cerca de 50 mil pessoas. O piso salarial inicial do professor sairá de R$ 4.500 e poderá alcançar R$ 7.172, para aqueles que chegarem ao final de carreira com doutorado.

O governo comunicou ainda que os aumentos serão concedidos também aos aposentados. Ainda de acordo com o projeto, os secretários escolares passam a integrar o mesmo PCCS dos professores e a ter tratamento igualitário.

Dentre outros pontos, o projeto altera a matriz de desenvolvimento e remuneração do Plano de Cargos e Carreira do Magistério Público Estadual, regida pela Lei Estadual n° 6.197, de 26 de setembro de 2000, e do Plano de Cargos e Carreiras dos Profissionais da Educação, regido pela Lei Estadual n° 6.907, de 3 de janeiro de 2008.

“Essa é uma demanda antiga dos professores e também de todos servidores da Educação. Trata-se de uma demanda justa, uma demanda necessária”, afirmou o governador Renan Filho (MDB),

O projeto de lei agora segue para apreciação da Assembleia Legislativa.

Fonte: G1 Alagoas